Gruta Nossa Senhora de Lourdes

GRUTA DE LOURDES

Um pouco da história...

O Dr. Alex Carrel, renomado sábio, estudando as forças sobrenaturais atuantes no homem, descreve como em Lourdes viu um cancro se transformar em pequena cicatriz. Por esse e outros milagres, o santuário francês dos Pirineus goza de notória fama.

O lugar é visitado anualmente por um milhão de peregrinos. Quando o autor ali esteve, em 1953, verificou que os romeiros não curados retornam a Lourdes reiteradamente até que a graça desejada se manifeste. É a capital espiritual da Europa, tocada da mais profunda comoção religiosa. Lourdes prova que a religião é o mais elevado sentimento da alma humana.

A 11 de fevereiro de 1858, Bernadette Soubirous, camponesa de 14 anos, sem maiores instruções, notou sobrepairando a Gruta de Mossabielli a aparição da Santíssima Virgem, fato esse que se repetiu dezoito vezes. Como na passagem bíblica, uma fonte brotou dos rochedos "em cujas águas encontraram saúde espiritual e corporal milhares de pessoas".

Bernadette recolheu-se ao Convento de Nervers, vindo a falecer com trinta e cinco anos de idade. O Papa Pio XI canonizou-a em 1933. Sua festa onomástica ocorre no dia 10 de abril.

Em Santos

Há em Santos, junto à Igreja São Paulo Apóstolo, no Bairro do José Menino, Rua Santa Catarina, 70, na intersecção desta com os trilhos do VLT (Veículo Leve sobre Trilhos), há uma reprodução fidelíssima da Gruta de Mossabielli. Esse lugar votivo foi promoção da família Horácio Ferreira da Silva Júnior, homem de grande formação cristã, tem as mãos sempre abertas para o bem de Santos e no coração os melhores sentimentos pelas almas. o empreendimento foi coadjuvado pelo Pe. Roberto Maria Drumond Gonçalves s.f., que é outro semeador de boas obras.

A gruta foi construída em pedras sobrepostas, piedosamente, sem o uso de ferramentas. A figura da Santa Bernadette mede 0,80 cm. Tem na mão direita o rosário e na esquerda a vela. A da Santíssima Virgem mede 1,20 m de altura. São esculturas invulgares, buriladas em mármore Carrara, do especialista em obras sacras Tito Bernucci, do Rio de Janeiro. Decorrido o tempo, a gruta transformou-se em verdadeiro santuário: para ali milhares de pessoas se reportam durante 24 horas do dia; permanece sempre iluminada e florida; é um recanto de preces e de consoladora graça.